Muitos passam anos treinando e treinando, para conseguir ao menos completar os tradicionais 42K e ao conseguirem, atingem o ápice de suas vidas no mundo das corridas.

O que dizer de completar o percurso de uma maratona? O que dizer de realizar esta façanha abaixo de 3 horas? O que dizer de realizar o percurso abaixo de 2h30min? E o que dizer de quebrar o recorde mundial da prova, cravando 2 horas, 2 minutos e 57 segundos? Estas perguntas podem ser respondidas por poucos e a do recorde mundial, apenas por uma pessoa, o fundista queniano Dennis Kimetto, atleta que quebrou o recorde mundial ao vencer, a Maratona de Berlim, na Alemanha. Kimetto completou o percurso de 42,195 quilômetros no tempo de duas horas, dois minutos e 57 segundos.

41st BMW Berlin Marathon

Antes desta façanha, outro queniano detinha a melhor marca do mundo, o então recordista Wilson Kipsang, que em 2013, também em Berlim temporada passada venceu a Maratona de Berlim com o tempo de duas horas, três minutos e 23 segundos – oque torna Kimetto 26 segundos mais rápido que seu compatriota.

“Sinto-me bem porque ganhei uma prova muito dura. Eu me senti bem desde e o começo e nos últimos quilômetros percebi que poderia quebrar o recorde”, disse Kimetto, que em 2013 venceu uma outra tradicional maratona, a de Chicago.

Além de quebrar o recorde mundial, Kimetto teve uma batalha dura, com seu compatriota Emmanuel Mutai, que também realizou uma grande prova, com o tempo de 2 horas, 3 minutos e 13 segundos, o que também daria o recorde mundial para ele, caso Kimetto não tivesse tão inspirado.